O MAIOR NÚMERO É DE MULHERES NO PLANETA

O MAIOR NÚMERO É DE MULHERES NO PLANETA
NA LÍNGUA PORTUGUESA FALADA NO BRASIL, CONSTAM DOIS GÊNEROS GRAMATICAIS: MASCULINO E FEMININO; NÃO É POR ACASO, É PARA ESPECIFICAR A DIFERENÇA QUE HÁ ENTRE HOMENS E MULHERES, OU SEJA, ENTRE MACHOS E FÊMEAS SEM EVASIVA. "NÃO ESTAMOS PEDINDO NENHUM FAVOR, É UM DIREITO ADQUIRIDO DE IGUALDADE SOCIAL IMPARCIAL, É DE PRIMORDIAL IMPORTÂNCIA A INCLUSÃO SOCIAL DAS MULHERES NOS TEXTOS GRAMATICAIS, ESPECIFICANDO O SEU LEGÍTIMO GÊNERO, A SUA LEGÍTIMA IDENTIDADE FEMININA".

sábado, 7 de novembro de 2009

HINO NACIONAL BRASILEIRO, REVELAÇÃO BOMBÁSTICA, A PRIMEIRA ESTROFE DO HINO NACIONAL QUE FOI SEQUESTRADA


ANA ARCANJO nascida em Santos - São Paulo; foi integrante da CRUZ VERMELHA durante a Revolução Constitucionalista de 1932 e nos ensina algo mais do que a desconhecida introdução do HINO NACIONAL BRASILEIRO. 

PÁGINA ATUALIZADA EM 27 DE JUNHO DE 2013.         

       ANA ARCANJO - Ela nos conta que quando criança cantava o Hino Nacional Brasileiro no Colégio todos os dias e que a introdução que hoje é apenas instrumental ou tocada, tem uma letra ou estrofe que foi excluída, deixando em seu lugar, uma enorme ferida causada pela mutilação despótica e inescrupulosa proveniente do abuso do poder que manipula a alfabetização deste País deficiente de CIVISMO, ferida essa que não cicatrizou até hoje; Ana Arcanjo pede, por favor, para alguém consertar isso, se você não sabia, fique sabendo que, excluir ou falsificar total ou parcialmente uma obra escrita, caracteriza "CRIME DE FALSIDADE IDEOLÓGICA" e, neste caso em que se refere ao nosso Hino Nacional Brasileiro, Joaquim Osório Duque Estrada, é mais um compositor injustiçado pelos direitos autorais, independente de estar ou não patenteado e liberado ao domínio público, é demonstração de um péssimo exemplo sobre lealdade, honestidade. Cultura que se prese deve ter discernimento cônscio, sem dislexia; pobre Sociedade que vive num "País Inteligente de Belas Artes, porém, de política corrupta e Falsa Justiça"; Joaquim Osório Duque Estrada continua aguardando lá do Além, que se tomem as devidas providências cabíveis.   

       Ana Arcanjo nos relata que o LÁBARO ou, a Bandeira Brasileira está em desuso e, quando se usa, usa-se de maneira errada, a Bandeira Brasileira deve estar hasteada no centro e mais acima entre três e, à direita de quem a empunha entre duas!

      Ana Arcanjo nos alerta que: eia sus, oh! Sus, quer dizer AVANTE! Constante da primeira estrofe original do nosso "SEQUESTRADO HINO NACIONAL BRASILEIRO"!

        Ela reforça para o nosso discernir que BURIL é um instrumento/ferramenta para gravar e corrigir erros ou arestas em peças de metal, louças etc. em processo de fabricação; buril está inserido no contexto da primeira estrofe do nosso Hino Nacional Brasileiro!

      O desinteresse, a falta de vontade, a falta de ética, moral, QI, lógica, A FALTA DE CIVISMO E LEXICOLOGIA fez com que permanecesse sem nenhuma oferta de qualquer valor, o mínimo possível pelo resgate até os dias de hoje, não estamos referindo à valor em espécie e sim, outro tipo de valor que abrange toda a cúpula do "Ministério da Educação e Cultura" com CIVISMO ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA!

         Estamos com Ana Arcanjo, se até hoje ninguém fez nada, está na hora de alguém fazer alguma coisa!

       Para consertar o mundo é preciso antes de tudo, consertar o ser humano; "alguém tem que consertar isso para fazer jus o seu lugar no poder".      

Pense, mude, evolua, "TRANSCENDA". Abraço do "Jolly".




ESTAMOS DE OLHO EM VOCÊS, CORRUPTAS/CORRUPTOS.

Clique na telinha e assista ao vídeo da conivência e da desordem do governo brasileiro em 2015...  

MENSALÃO, CORRUPÇÃO, PETROBRAS E MUITO MAIS...

video




Um dos primeiros atos de como corromper o ser humano...



CLIQUE AQUI NA TELINHA PARA ASSISTIR AO VÍDEO E TIRAR SUAS DÚVIDAS, ATÉ O HINO NACIONAL BRASILEIRO SOFREU DANOS DE CORRUPÇÃO.

video

A PRIMEIRA ESTROFE DO HINO NACIONAL BRASILEIRO QUE FOI SEQUESTRADA.

Dispensa a introdução só instrumental e, "já começa cantando":

Espera o brasil que todos cumprais com vosso dever,

Eia avante, brasileiros sempre avante,

Gravai com buril nos pátrios anais do vosso poder,

Eia avante brasileiros sempre avante,

Servi o Brasil sem esmorecer

Com ânimo audaz cumpri o dever

Na guerra e na paz

À sombra da lei,

À brisa gentil

O lábaro erguei

Do belo Brasil,

Eia! Sus, oh! Sus.



Confira agora, como era o Hino Nacional, antes do sequestro da primeira estrofe cantada, que hoje é apenas instrumental.

POSTURA CORRETA NA HORA DA EXECUÇÃO DO HINO NACIONAL BRASILEIRO:

1- PÚBLICO: Se você faz parte do público, é natural que você olhe para a bandeira, afinal, ela estará à sua frente; se você estiver fazendo parte da mesa principal, você dirige o olhar ao público; em hipótese nenhuma as pessoas que compõem a mesa podem dar as costas ou os ombros para o público, pois, quando acontece isso, {comportamento comum, aliás}, comete-se desrespeito com um dos elementos essenciais da nação: o povo, logo, no caso de participante da mesa principal, a regra é, "de costas para a bandeira e de frente para o público.

2- PALMAS: É um quesito até meio clichê e, mesmo assim, muitas pessoas ainda equivocam-se ao final do Hino Nacional; é algo simples, se o Hino Nacional estiver sendo executado através de um aparelho de som, o qual apenas "o povo canta junto", não se bate palmas ao final do Hino; entretanto, se ele estiver sendo apresentado por um ou uma artista, sendo somente em voz ou somente em música, tanto faz, ou as duas coisas ao mesmo tempo, aí os aplausos serão bem-vindos, afinal, todo ou toda artista merece uma salva de palmas, né?

3- CANTAR OU NÃO CANTAR O HINO NACIONAL: Quase a mesma regra para as palmas; se o Hino Nacional estiver sendo apresentado por um ou uma artista ou coral, apenas fique em silêncio apreciando a apresentação; entretanto, se quem estiver apresentando pedir para o público cantar junto, fique a vontade e cante também.

4- POSTURA: A postura é simples, fica-se em pé, em posição de respeito, com os braços distendidos no prolongamento das pernas e, não com os braços cruzados ou para trás ou para frente com uma mão segurando a outra ou com as mãos nos bolsos; muita atenção para um erro gravíssimo, nunca ponha a mão no peito, no coração, em sinal de amor à sua bandeira como se ela fosse a imagem de uma santa adorada; as pessoas integrantes da mesa apenas se levantam e ficam na posição de respeito e olha para o público e, o público olha para a mesa onde se encontra a bandeira.

Pense, mude, evolua, "TRANSCENDA". Abraço do "Jolly".                 


Nenhum comentário:

Postar um comentário