O MAIOR NÚMERO É DE MULHERES NO PLANETA

O MAIOR NÚMERO É DE MULHERES NO PLANETA
Não é um favor, é um dever, é um direito adquirido de igualdade social, é de primordial importância a inclusão social das mulheres nos textos gramaticais.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

TOLERÂNCIA ZERO PARA O DESCASO COM A LÍNGUA "PORTUGUESA BRASILEIRA"

TOLERÂNCIA ZERO 2014/2017

A FAMÍLIA IDEAL

EU REZO ASSIM...

"O PODEROSO ALFABETO"

Alternativa única.

           Neste caso só há uma alternativa: "a alternativa única e necessária é puxar a descarga para os excrementos textuais mal redigidos, machistas ao extremo, ausência total das ortografias femininas, ignorância radical ou semianalfabetismo cabal, mesmo tendo se formado em cursos superiores"; a repulsa, o nojo, a rejeição sub-humana em tocar sequer no assunto de inclusão do gênero feminino nos textos, além de preconceito caracteriza também "FEMINIFOBIA", uma verdadeira ditadura gramatical, como se a mulher fosse um ser diferente e fora dos padrões sociais, repugnante e que não merecesse nenhum destaque, o preconceito é constante, mesmo sabendo que, na língua portuguesa, existem dois gêneros, "masculino e feminino"; o brasileiro e a brasileira; o cidadão e a cidadã; o diretor e a diretora; o reitor e a reitora; o professor e a professora; o aluno e a aluna; ele e ela; todos e todas; aqueles e aquelas; o doador e a doadora; o consumidor e a consumidora; o passageiro e a passageira; o morador e a moradora; o vizinho e a vizinha; o evangélico e a evangélica; o católico e a católica etc.


"ATESTADO DE BURRICE"

COMO IDENTIFICAR MASCULINO E FEMININO?

Se você não sabe a diferença que há entre os gêneros masculino e feminino, não serve para:

1. Lecionar e/ou dirigir instituições de ensino em todos os seguimentos: fundamental, médio, superior e, isso inclui o MEC.


2. Trabalhar na Imprensa escrita, falada e radiotelevisada.
3. Professar em palestras, palestrar ou palestrear.
4. Trabalhar como radialista, principalmente nos programas de jornalismo e etc.
CONCISO: Há um leque de informações que poderíamos descrever, portanto, a nossa intenção é que a matéria seja concisa, porém, didática e transparente.

IMPRENSA:

Você que trabalha no jornalismo, procure sair um pouco da mesmice, esqueça o carbonismo, ou seja, colar, copiar tudo que vê pela frente, modifique os textos, converta-os para o unissex incluindo as ortografias femininas, saia da rotina, crie alguma coisa nova, mostre para o mundo que aqui "TUDO SE CRIA E POUCA COISA SE COPIA"!

MEMBRO: O que é membro?


Clique no banner e pense em: Cabeça , tronco e membros, porém, "cabeça sem QI"!  

O QUE SIGNIFICA SAIR DA ROTINA JORNALÍSTICA?

EXEMPLO:
Que tal falar no,
FEMINICÍDIO: assassinato de mulheres e deixar o,
HOMICÍDIO: só para falar em assassinato de homens.
INFANTICÍDIO: Assassinato de crianças ou menores; se alguém comentar que não há concordância falar em "feminicídio", pelo menos lembra assassinato de fêmeas e assim, você estará mudando alguma coisa e, "as mudanças promovem o progresso".

"FEMENAGEM À MULHER".

Nada mais óbvio do que fazer uma "FEMENAGEM" à mulher e deixar a "HOMENAGEM"para o homem, a própria palavra já diz tudo no seu devido gênero!

"FEMINIFOBIA":

          Não só a Imprensa, a Alfabetização, como também toda a Sociedade, ignoram esta palavra, inusitada no vocábulo cotidiano, porém, ela passa a existir aqui e agora, ela representa a fobia da Sociedade machista sobre a rejeição à inclusão da ortografia feminina nos textos, a aversão em tocar no assunto que diz respeito à mulher, enaltecer a mulher em qualquer texto, anúncio, notícias rotineiras, mensagens etc.

RADIALISTA.

Radialista que trabalha no jornalismo policial, aprenda mais sobre palavras sinônimas para não ter que pronunciar em vão a palavra "CIDADÃO", referindo-se ao marginal, pois, os homens de bem, pegaram nojo dessa palavra para não serem comparados com "BANDIDOS".

ESCOLA:

           Você tem todo o direito de escolher a profissão que mais lhe agrada, seja bem remunerada ou não, você optou por trabalhar naquilo que gosta, portanto, não há justificativa ocupar o precioso tempo fazendo greve e  reclamando do baixo salário, se assim proceder, lembre-se que você é livre para procurar outro emprego em que o salário esteja à sua altura.

A ARTE DE LECIONAR:

           Já que você decidiu que vai lecionar porque é o seu dom, independente do salário, dedique-se, ensina por inteiro e não pela metade, faça uso dos dois gêneros masculino e feminino, não estamos pedindo favor, isso é um dever para quem tem discernimento e as faculdades mentais saudáveis, esse método de ensino machista radical que ainda está nas reinações, é simplesmente desqualificado, arcaico e semianalfabeto.


MAIS UMA GREVE: Só sabem fazer greve em busca de aumento de salário e não estão nem aí com um ensino em que haja transparência sem discriminação de sexo ou gênero, leia o que está escrito na faixa, a escrita mostra com convicção que existem professores só no masculino, isto quer dizer que são somente Professores homens, "MACHOS", porém, as imagens não mentem, poderiam discernir pelo menos em grafarem as vogal/consoante {as} exemplo: Professores{as}, sabemos que isso é complicado para o "QI" de uma Alfabetização que ocupa grande parte do seu tempo correndo atrás de aumento de salário e não em "CONHECIMENTO PLENO".

EM PRIMEIRO LUGAR AS DAMAS...

ONDE ESTÃO OS PROFESSORES HOMENS NESTA FOTOGRAFIA? 

RESULTADO DE UMA PÉSSIMA ALFABETIZAÇÃO:
Um país que valoriza mais o jogo do que a Alfabetização dá nisso aí, valoriza-se mais o jogo que o trabalho honesto, valoriza-se mais o jogo do que a Saúde Pública etc.

"VAMOS LÁ BRASIL, CONQUISTE O SEU HEXA E TUDO SE RESOLVERÁ PARA O BEM ESTAR DA POPULAÇÃO BRASILEIRA!
"Cada povo tem um governo bem merecido"! 

      Na escrita contemporânea, porém, arcaizante, homens e mulheres se englobam como machos, discriminam o gênero feminino, não há transparência e não querem nem saber da exorbitante diferença que há entre machos e fêmeas, isso caracteriza "um bando de idiotas que sabem apenas escrever e ler, não se preocupam em aprender a magia da fraseologia e interpretação de textos, {uma dislexia cabal}, pois, isso implica em falsidade ideológica por arrolar a mulher a passar por homem sendo que, ela possui a sua própria identidade feminina".

FRASEOLOGIA, DOIS SEGUIMENTOS.


TEXTO ILUSTRATIVO:

No texto do Banner, a palavra "Só", é unissex, estar só, significa estar sem ninguém, "no masculino e também no feminino", porém, se for usar no diminutivo o procedimento será outro: "sozinho, para o masculino e sozinha, para o feminino"; melhor mesmo é reaprender a compartilhar com transparência nos dois seguimentos, "masculino e feminino"!   

Se você não sabia, procure se inteirar aqui e agora, todo e qualquer texto deve ter dois seguimentos, o seguimento masculino e o seguimento feminino.

HOMEM: Assim que um homem começar a ler o texto, ele seguirá a trilha do gênero masculino explícito no texto.

MULHER: quando uma mulher começar a ler o texto, automaticamente ela notará a influência gramatical mostrando o caminho do gênero feminino a ser seguido, caminho este, sabiamente pavimentado e ilustrado como placas de trânsito para que não haja dúvidas.  

DROGA: O HÁBITO DO MACHISMO RADICAL, TAMBÉM É CONSIDERADO UMA DROGA!

Machismo, essa droga vicia!

Vamos mostrar um exemplo de machismo impregnado na cabeça da sociedade de ambos os sexos como lavagem cerebral.

MULHERES GRÁVIDAS:

             Ao se engravidarem, as mulheres sempre dizem: "ESTOU ESPERANDO UM FILHO", elas dizem isso, automatizadas pelo vicio do machismo radical, porém, nem sempre será um filho homem, elas poderiam dizer: "estou esperando um filho ou uma filha".

"PASMEM, ATÉ A SEXTA SEMANA DE GRAVIDEZ, TODAS AS CRIANÇAS SÃO FÊMEAS" 

O primeiro erro:

          Se você está a fim de um filho homem, não insista em querer saber o sexo da criança nessa faixa etária, pois, se for para nascer homem, o milagre do gene XY só procederá a partir da sexta semana, aí então, a ultra sonografia poderá mostrar na tela a cartilagem dos testículos e, aí está o primeiro dos maiores erros gramaticais do mundo, provocado pelo errôneo "MACHISMO AUTOMATIZADO RADICAL E ABSOLUTO".

Você se lembra de um dito popular antigo que diz: "QUEM VEIO PRIMEIRO, O OVO OU A GALINHA"?

        A ciência desvendou um mito bíblico que diz que a mulher foi feita da costela do Adão {isso caracteriza descrença dos poderes de Deus que, soube fazer um homem, porém, teve que submeter esse homem a uma cirurgia de doação de órgão para 'modelar' uma mulher...}.


O segundo erro:

         A ciência provou que o sexo masculino é construído no corpo já formado da mulher, ou seja, "o embrião feminino recebe o gene X+Y masculino, quando estiver programado para nascer homem, a partir da sexta semana, portanto, o homem é que é, uma fórmula adaptada da mulher e, ainda continua querendo ser mais importante que "ELA", achou isso chocante? Pesquise e se certificará do que estamos falando!  

         Ao acabar de constatar a gravides, a mulher poderá dizer com convicção que, "ESTÁ ESPERANDO UMA FILHA E NÃO UM FILHO", isso só vale até a sexta semana de gestação, daí pra frente poderá ser um filho homem, porém, só vale através da confirmação da ultra sonografia, se não, continuará sendo uma filha mulher para sempre, "com convicção"!            

                                                     O terceiro erro: 

      É melhor a mulher dizer que ficou grávida e está esperando um filho ou uma filha para evitar erro de português, dizer que ficou grávida do seu filho ou da sua filha é "TOLERÂNCIA ZERO".

      Mesmo que a mulher quisesse cometer incesto em família, primeiro teria que engravidar do marido, torcer para que seja filho homem após a sexta semana de gravidez, esperar o filho nascer e crescer até a fase adulta para depois convencer e tentar engravidar desse filho incestuosamente.    

                             E PARA NÃO COMETER MAIS ERROS... 

         DÊ BAIXA NO ANTIGO ATESTADO DE BURRICE.


AUTOR CRÍTICO DECISIVO INSOFISMÁVEL - Jeovah Batista de Almeida "Jolly".

Nenhum comentário:

Postar um comentário